Alargado a banda passsante do QO-100 e…novo pedido à ANACOM!

A banda passante do transponder do QO-100 foi alargado em 14FEV2020, segundo informação do Peter Gulzow, DB2OS, da seguinte forma:

  • O novo lower beacon de CW vai estar em 10 489,500 MHz;
    • Antes estava em 10 489,550 MHz.
  • O novo upper beacon (BPSK, 400 bps) vai estar em 10 490,000 MHz;
    • Antes estava em 10 489,800 MHz.
  • O novo middle beacon (BPSK, 400 bps) em 10 489,750 MHz;
    • Para uso com o SDR-Console ou outros dispositivos.

Assim, para quem não tinha autorização ou que, tendo autorização, queira utilizar todo o transponder NB é necessário solicitar nova autorização à ANACOM.
Note-se que o pedido é apenas para o transponder banda estreita (NB), porque não tenho interesse no transponder Wideband (DATV).

Assim, partilho o pedido que fiz no site da ANACOM, na área reservada ao serviço de amador (área reservada e com login para cada radioamador).

Comece por entrar na sua área reservada no Portal da ANACOM.

Então, escolha a opção assinalada.

Agora comecemos a preencher os dados.

Quaisquer que sejam as datas de inicio e fim, a ANACOM apenas concede autorização por 1 ano, no máximo, devido à legislação.

Texto da autorização especial (para copy/paste)

Implementação de estação do serviço de amador por satélite para teste, em banda estreita, utilizando o transponder linear NB do satélite OSCAR-100 (Orbiting Satellite Carrying Amateur Radio), geoestacionário, também conhecido pela designação Heil’Sat2.
O OSCAR 100 (Heil’sat) encontra-se numa órbita geoestacionária, estando parqueado a 25,9 graus Este.
Possui dois transponders (NB e WB) do serviço de amador por satélite.
Acontece que a banda passante do transponder NB acaba de ser alargada pelo que se torna necessário ampliar a autorização já concedida/solicitada.

Note-se que o último parágrafo só deve ser utilizado por quem já tem autorização.

Nas condições técnicas adicionais, a emissão será “apontada” para cima.

Para calcular o valor da elevação, sugere-se a utilização do site SATLex, que pode ser encontrado aqui.

Texto da autorização especial (para copy/paste)

Assim, pretende-se autorização para efectuar emissão em A1A, A3J ou 2K80J2D, na faixa de 2 400,000 a 2 400,500 MHz, por antena direccional ou parabólica, dirigidas para o mencionado satélite.
A emissão será elevada de 30 graus relativamente ao horizonte, apontando para o azimute verdadeiro de 128 graus Este.
A potência da emissão será inferior a 10W PAR.
A recepção do transponder será realizada na faixa 10 489,500 a 10 490,000 MHz, num dos modos indicados.


Depois escolhe-se o QTH ou indica-se outra localização (no meu caso escolhi a estação fixa principal).


E envia-se…

Agora é só aguardar que a ANACOM responda.

Entretanto, vá ouvindo QSOs no Qatar OSCAR 100 NB WebSDR e aguçando o apetite!… 🙂

73 do Pedro, CT1DBS / CU3HF

ISS contact with portuguese school

Luca Parmitano KF5KDP, aboard ISS, contacted with portuguese school cluster “Agrupamento de Escolas Serafim Leite”, S. João da Madeira, callsign CS2ACL.

This happened Mon 2020-01-27 16:33:34 UTC

The audio file is almost the entire contact (for listen click here).

I was unable to hear it all due to the latitude diference with the school.

Congratulations to the school, the ARISS team in Portugal and Rede dos Emissores Portugueses (REP) for this outstanding contact.

The questions from the students were the following ones:

1. What is your daily routine like on board?

2. When you have a health problem what do you do? Are there any doctors on board?

3. When astronauts go to space for how long do they stay there?

4. Do you miss family?

5. Do you remember the very first moment that you look outside de ISS and saw the planet earth? What did you felt and did you think of someone special?

6. How do you bath in a ship?

7. How can you get water in space?

8. What is it like to live in the ISS?

9. What kind of experiences take place from the ISS and what are the advantages of making them from there?

10. How is it possible to create an atmosphere within the ISS?

11. Is the perception of time on board of the ISS different from the one you have on Earth?

12. How many hours of exercise should an astronaut do each day?

13. What effects does space flight have on the human body, and what do you feel?

14. When you are not working what do you do?

15. Being a different profession how old did you realize you wanted to be an astronaut?

16. What do you miss the most about Earth?

17. How can weightlessness influence the health of astronauts?

18. Tell us about your adventure in space?

19. How can you communicate with your family?

20. Do you feel scared when you are in space?

21. How and where do they sleep?

22. How long do astronauts train to perform space missions?

23. Do you have any specific food when you are on missions?

24. In an emergency situation can you all return to Earth?

Workshop QO-100. Lisboa, 8 de fevereiro!

Caros colegas

O workshop relativo à construção de uma estação para o QO-100 (NB) será realizado no Sábado, 8 de fevereiro, na área de Lisboa.

O objectivo é que cada participante possa construir uma estação RX e TX durante o workshop.

Os colegas que desejam inscrever-se deverão fazê-lo no formulário que se encontra disponível em https://forms.gle/fuWLuv8Svw6Dx3xC8.

Chama-se a atenção que o IP de todos os inscritos ficará, também, registado.

O valor do workshop é de 12 euros por pessoa e engloba todos os materiais de apoio.

Vy 73

Antena helix para o QO-100

Fiz já várias antenas helix para o QO-100, todas elas com um resultado positivo, sendo, obviamente, umas melhores e outras piores.

O custo da antena é muito baixo e podem ser utilizados diferentes materiais para cada componente.
A última que fiz utiliza uma frigideira, comprada numa loja chinesa, como reflector.
Tive ajuda da XYL e do meu amigo João Fragoso, CT7ABE.

Tanto pode ser usada apontada directamente ao satélite (polarização circular direita e “paletes” de espiras), como pode ser usada numa parábola (polarização circular esquerda).

Quem quiser mais informação, só tem que me contactar.

o João Fragoso, CT7ABE, segura a antena já acabada

Portuguese amateur radio clubs united against 2 meter French reallocation proposal

On Saturday, 6th, 17 Portuguese amateur radio clubs – including IARU and EURAO representatives – came together in the city of Santarém to devise a common course of action in response to the recent proposal to reallocate the amateur 2 meter band to the Aeronautical service that, if not opposed soon, will be on the table at the WRC2023.

The meeting took place at the headquarters of ARR, the local amateur radio club, who provided the space for the meeting and, for those who couldn’t be present, teleconference equipment.

At the end of the conference, the group agreed on a common strategy to follow and elected a representative body of five elements that will hand deliver a written statement, signed by all club representatives, next Monday, the 15th, to ANACOM, Portugal´s telecommunications regulatory body.

Earlier in the week, the regulator responded to several radio clubs and individual amateur radio operators that had sent letters urging the opposition to the French proposal to reallocate the 2 meter band to the aeronautical service know as PTA(19)090R1.

ANACOM´s amateur radio head officer wrote back, saying that it “made a note” of the objections and that was inviting “external entities” to attend a preparatory meeting of the team representing Portugal in WRC2023, that will take place next Monday, the 15th, at ANACOM´s headquarters, in downtown Lisbon.

On a public note distributed on Sunday afternoon, the attending clubs made their intentions public, noting that all “vehemently repudiate” the French proposal and urged the Portuguese government to oppose PTA(19)090R1 “on all instances, both at CEPT and ITU”.

Yesterday, the 9th, the representative body announced that three more clubs officially joined the petition, make 20 the number of amateur radio clubs that are signing the document.

My first CW QSO using QO-100

Using a setup for which I had made done some calculations, tonight I was testing the QO-100 (CW / 2.4 GHz on the uplink and 10.4 GHz on the downlink) when a German station (DL3GAK, Udo) called me.

Despite being with the helix antenna (home made) in the hand, outside the window (!!!!), the signal produced is more than enough to make QSOs.
My performance as an antenna rotor was poor because I produced a lot of QSB when I’m looking to other stuff…

Next step will be the production of more helix for the OMs of the Quinta do Lambert Amateur Radio Society*…
Just after that I will put up all antennas in the rooftop. That will take a litle longer because it will be necessary to attach all equipment in a watertight box.

I would like to thank the many OMs who had shared their knowledge, some of which are Portuguese.

TKS ! CU at QO-100!

A close view of the 19 turns homemade helix

* This Amateur Radio Society doesn’t exist but we are 3 OM that live really close by and we like to call ourselves that way…

Wow… A “software PLL” FOR RX QO-100!

G4ELI, Simon, just presented the world with the latest version of SDR-Radio (Release 3.0.7) which incorporate a very useful feature for those who desire to receive the QO-100.
It a PLL-like but made with software.

The software lock into the upper beacon (NB / BPSK) and compensates the drift of the LNB.
So, all those who have a PLL LNB without GPSDO or TCXO could use this important feature to listen accuratley the QSOs on the QO-100.

In my modest view, this a major breakthrough fore a lot of amateur radio operators!

BIG TKS Simon!

Latest version of SDR-Radio could be downloaded here:
https://www.sdr-radio.com/Software/Downloads

I’m not related with Simon’s work – I don’t even emailed him – but I think that we all should support him by donate some amount.
He deserve it!

QO-100: almost there!…

Esta noite dei mais um passo para operar o QO-100…

Tonight I made a climb another step toward QO-100…

Fiz uma helix para o uplink de 2,4 GHz e modifiquei o amplificador de potência para que este trabalhe devidamente, como mostrado pelo
George, M1GEO

Se tudo trabalhar FB (testar antes…), amanhã experimentarei o uplink.

I produced a 2.4 GHz helix to the uplink and modified the amplifier to work properly like advised by George, M1GEO.
If everything work FB (testing…), tomorrow I will try the uplink.

CQ CQ OSCAR 100 DE CT1DBS PSE K

Sim, a minha primeira chamada será em CW, o meu modo preferido em qualquer banda.
Yes, my first try will be CW, my main mode in any band.

OSCAR 100 aka QO 100 or Es’heilsat – Pedido à Anacom

A ANACOM acaba de me conceder autorização (20FEV2018) para operar no novo satélite geoestacionário do serviço de amador por satélite.
O meu pedido foi apenas para o transponder banda estreita (NB), porque não tenho interesse no transponder Wideband (TVA).

Aliás, a potência necessária para chegar ao transponder WB necessita de muita vontade, esforço e investimento do radioamador (100 W numa parábola de 2,4 m, e uma largura de banda de 3,33 MHz, ou seja, 1,33 x 2,5 MSymbols/sec).
E a TVA nunca foi do meu gosto!

Assim, partilho o pedido que fiz no site da ANACOM, na área reservada ao serviço de amador (área reservada e com login para cada radioamador).

Comece por entrar na sua área.

É preciso lembrar que o uplink do satélite está fora das bandas atribuídas ao serviço de amador (ver eQNAF).

Então, escolha a opção assinalada.

Agora comecemos a preencher os dados.

Quaisquer que sejam as datas de inicio e fim, devido ao facto de se tratar de uma estação fora das bandas de amador, a ANACOM apenas pode conceder autorização por 1 ano, no máximo, devido à legislação.


Nas condições técnicas adicionais, a emissão será “apontada” para cima.

Para calcular o valor da elevação, sugere-se a utilização do site SATLex, que pode ser encontrado aqui.


Depois escolhe-se o QTH ou indica-se outra localização (no meu caso escolhi a estação fixa principal).


E envia-se…

Agora é só aguardar que a ANACOM responda.

Entretanto, vá ouvindo QSOs no Qatar OSCAR 100 NB WebSDR e aguçando o apetite!… 🙂

73 do Pedro, CT1DBS / CU3HF